News

Serviços Preliminares em uma Obra – 2

Serviços Preliminares em uma Obra – 2

Serviços Preliminares em uma Obra (parte 2)

Os serviços preliminares em uma obra são essenciais para que uma obra seja bem executada. Uma construção tem seu início propriamente dito, com a implantação do canteiro de obras.

 Serviços Preliminares em uma Obra

Locação da Obra

A locação da obra é a projeção ou seja o processo de transferência da planta baixa do projeto da edificação para o terreno, ou seja, os recuos, os afastamentos, os alicerces, as paredes, as aberturas, etc.

Na fase de execução da locação da obra deve se adotar o máximo rigor possível. A presença do Engenheiro Civil nesta fase é muito importante.

Deve-se ter em mente que os elementos de locação deverão permanecer na obra por um tempo razoável, até que se possa transferir para a edificação os pontos de referência definitivos.

Existem dois processos de locação de obras, locação por cavaletes e locação por tábua corrida.

1) Locação (gabarito) por cavaletes

Este tipo de locação se for usado deve ser somente para pequenas obras residenciais ou galpões, onde os alinhamentos são fixados por pregos cravados em cavaletes. Estes são constituídos de duas estacas cravadas no solo e uma travessa pregada sobre elas.

Devemos sempre que possível, evitar esse processo, pois não nos oferece grande segurança devido ao seu fácil deslocamento com batidas de carrinhos de mão, tropeços, etc.

Após distribuídos os cavaletes, previamente alinhados conforme o projeto, são esticadas linhas para determinar o alinhamento do alicerce e em seguida inicia-se a abertura das valas.

O correto é primeiro marcar o centro da vala com um prego maior e depois as laterais das valas com pregos menores para não confundirem na hora de esticar as linhas para a escavação.

 Gabarito tipo cavalete

2) Locação (gabarito) por tábua corrida

Este método é executado cravando-se no solo cerca de 50cm os pontaletes de pinho de (3″x3″ ou 3″x4″) ou varas de eucalipto a uma distância entre si de 1,20m a 1,50m, a uma distância aproximadamente de 1,20m a 1,50m da vala, para poder se locomover e colocar a terra que será retirada da vala.

Nos pontaletes serão pregadas tábuas na volta toda da construção (geralmente de 15 ou 20cm), em nível e aproximadamente 1,00m do solo. Pregos fincados na tábuas com distâncias entre si iguais às distâncias entre os eixos da construção, são identificados na longitudinal (nas duas laterais) que pode ser marcadas com letras e na transversal (nas duas laterais) são marcados números onde são pintados na face vertical interna das tábuas para determinar os alinhamentos. Nos pregos são amarrados e esticados linhas ou arames, cada qual de um nome interligado ao de mesmo nome da tábua oposta. Em cada linha ou arame está marcado um eixo da construção.

 Gabarito de taboas corridas

Passo a Passo para confecção do gabarito:

Tendo o ponto de referência já definido, devem-se seguir os seguintes passos.

  • Conferir a referência e limitar o terreno a partir do alinhamento, marcando os limites do terreno;
  • Marcar uma das faces do gabarito a 1,2m da futura construção (1,2n a 1,5m), considerando como a obra vai ficar no terreno;
  • Confeccionar a face escolhida com estacas ou pontaletes espaçados de 1,2m a 1,5m e alinhados rigorosamente por uma das faces, e depois disso eles devem ser nivelados;
  • A partir da primeira face, marcar e confeccionar as demais faces do gabarito, usando triângulos retângulos para garantir a ortogonalidade do conjunto;
  • Pintar o gabarito, preferencialmente, com tinta esmalte branca;
  • Dependendo do método de locação utilizado ou da existência de projeto de locação, faz-se a marcação no topo da tábua interna colocando pregos de tamanhos diferentes para identificar eixos, faces laterais de paredes, etc. Marcar na tábua a linha de pilares com tinta esmalte vermelha;
  • Marcar todos os pontos de referência na tábua sempre usando trena metálica e efetuar a conferência;
  • Com duas linhas de nylon esticadas a partir das marcações do gabarito e no cruzamento das linhas transferirem as coordenadas das estacas para o terreno, usando um fio de prumo marcar o ponto exato da estaca, cravando um piquete;
  • Sempre a marcação das cotas da locação de eixos devem ser por medidas acumuladas para não acontecer erros na hora dos lançamentos das medidas.

Portanto, esta é a execução correta para essas ações que garante a boa qualidade da uma obra, pois, se a locação for feita corretamente, toda a obra estará dentro dos padrões desejados e necessários.

Locação de Eixos Acumulados

Conferência do Esquadro da Construção

É indispensável saber traçar perpendiculares sobre o terreno, pois é através delas que marcamos os alinhamentos das paredes externas, da construção, determinando assim o esquadro. Isto serve de referência para locar todas as demais paredes.

Um método simples para isso, consiste em formar um triângulo através das linhas dispostas perpendicularmente, cujos lados meçam 3 – 4 e 5m (teorema de Pitágoras), fazendo coincidir o lado do ângulo reto com o alinhamento da base

Outro método consiste na utilização de um esquadro metálico (geralmente 0,60×0,80×1,00m) para verificar o ângulo reto.

O esquadro deve ficar tangenciando as linhas sem as tocá-las, quando as linhas ficarem em paralelas ao esquadro garantimos o ângulo reto.

 Conferencia do Esquadro

Locação de estacas

Serão feitas inicialmente a locações de estacas, visto que qualquer marcação das “paredes”, irão ser desmarcada pelo deslocamento de equipamentos mecânicos. O posicionamento das estacas é feito conforme a planta de locação de estacas, fornecida pelo cálculo estrutural.

A locação das estacas é definida pelo cruzamento das linhas fixadas por pregos no gabarito. Transfere-se esta interseção ao terreno, através de um prumo de centro.

No ponto marcado pelo prumo, crava-se uma estaca de madeira (piquete), com dimensões 2,5×2,5×15,0cm

Utilizando o gabarito, podemos passar todos os pontos das estacas para o terreno, utilizando como já descrito a linha o prumo de centro e estacas de madeira.

Locação da Forma de Fundação “paredes”

Devemos locar a obra utilizando os eixos, para evitarmos o acúmulo de erros provenientes das variações de espessuras das paredes.

Em obras de pequeno porte ainda é usual o pedreiro marcar a construção utilizando as espessuras das paredes. No projeto de arquitetura adotamos as paredes externas com 25cm e as internas com 15cm, na realidade as paredes externas giram em torno de 24 a 27cm e as internas 12 a 14,5cm difícil de serem desenhadas a pena nas escalas usuais de desenho 1:100 ou 1:50, por isso da adoção de medidas arredondadas que podem acumular erros. Hoje com o uso de softwares específicos ficou bem mais fácil.

 

Outros serviços a serem executados na etapa preliminar

Vamos relacionar somente alguns itens, pois, dependendo do tipo e porte da obra podem existir outros serviços na etapa preliminar.

  • Demolição de estrutura existente;
  • Ligação provisória de Energia Elétrica;
  • Ligação Provisória de Água;
  • Instalação Sanitária;
  • Instalação da Placa da Obra e do Engenheiro Responsável;
  • Alojamento;
  • Outros….

 

Logo-Site

Comments (4)

  1. Paula
    set 12, 2016 at 9:52 am

    Para o cronograma, quanto tempo é previsto para a etapa de serviços preliminares em média

    • set 12, 2016 at 4:46 pm

      Paula, não tem um tempo específico, pois depende do tamanho e do tipo de obras, que pode ser de 1 dia até 30 dias ou mais.
      Eng Carlos.

  2. Carlos
    abr 28, 2017 at 8:11 pm

    O que seria “outros” ? Preciso fazer um cronograma físico financeiro para faculdade

    • Eng Carlos
      Eng Carlos
      abr 28, 2017 at 8:30 pm

      Carlos, “Outros”, pode ser como por exemplo: tapume, placa de obra, passagem especial para pedestre, local para um vigia, etc…
      Eng Carlos

Comente

Your email address will not be published.