News

Você sabe fazer o Planejamento da sua Obra? – Parte 1

Você sabe fazer o Planejamento da sua Obra? – Parte 1

Você sabe fazer o Planejamento da sua Obra? O planejamento é uma das partes mais importantes da construção ou da reforma, porque nele, é que se define disposição de cômodos, tamanho, claridade, funcionalidade, etc. É uma parte que precisa ser olhada com muita atenção, porque é muito mais fácil mudar o projeto do que mudar as paredes de lugar depois de prontas e principalmente o quando você irá gastar para fazer a sua obra.

A construção da sua casa é um investimento de extrema importância para você. Você pode ser um dos que economizam toda a vida até sentir-se apto a iniciar um empreendimento deste vulto. Como o dinheiro foi difícil de conseguir, procuram economizar em tudo, do cimento até o azulejo e, muitas vezes por falta de informação, deixam de investir no mais importante, que é um bom gerenciamento da obra.

Você sabe fazer o Planejamento da sua Obra

Fonte: FreeDigitalPhotos.net

A maioria das construções são executadas sem planejamento, ou as vezes por Engenheiros ou Arquitetos que também não fazem uma boa gestão de obra e acabam excedendo tempo, dinheiro e a sua paciência.

Esses fatores negativos geram incertezas de prazos, gastos e garantia na qualidade da construção. Outro fator que pode ser considerado ruim é a contratação de mão de obra desqualificada, o que afeta diretamente em seu cronograma, produtividade, tempo e qualidade.

Fazer o planejamentos da sua obra torna-se cada vez mais importante quando se trata de economizar e seguir um prazo.


Vou mostrar as principais características que o planejamento da sua obra deve ter:

  • Definir a organização para execução dos serviços;
  • Tomar decisões;
  • Alocar recursos;
  • Integrar e coordenar esforços e conhecimentos de todos os envolvidos;
  • Garantir a comunicação entre os participantes da obra;
  • Conscientizar a todos sobre prazos, custos e qualidade referentes a obra;
  • Definir a hierarquia dentro e fora da obra;
  • Criar bancos de dados, composições e parâmetros de controle e custo;
  • Definir diretrizes para o projeto.

Além disso é dividido em 3 partes igualmente importantes: planejamento da obra, programação e controle.

Você sabe fazer o Planejamento da Obra

Fonte: FreeDigitalPhotos.net – Photo by Salvatore Vuono


Planejamento

O planejamento é fundamental porque é através dele que se pode minimizar as aflições causadas por imprevistos durante a execução do projeto. Mais que isso, é a forma pela qual se podem evitar erros e se atingir com mais precisão e eficiência os objetivos do projeto. O planejamento não elimina os riscos, mas minimiza-os, tanto quanto maior for sua consistência. O planejamento também não substitui o futuro, mas é uma ferramenta indispensável para se construir o futuro desejado.


Programação

São as atividades desenvolvidas detalhadamente do que cada trabalhador vai ter que fazer, qual material será usado e de que forma. É o planejamento de micro-visão onde é decidido como tudo será feito com uma previsão detalhada evitando qualquer lapso dentro do cronograma.

Existem várias técnicas de programação do planejamento para a execução das atividades de um projeto, entre as quais vou citar os diagramas de barras, as técnicas de rede, métodos de simulação e a linha de balanço. As técnicas de planejamento são baseadas em previsões ou metas em que são lançados índices estimados, distribuídas datas prováveis e recursos mais coerentes.


Controle

O controle das atividades de construção, assim como o planejamento é de suma importância para o sucesso do andamento da execução de qualquer empreendimento. O ideal é montar um sistema integrado entre planejamento da obra e compra, de forma que os pedidos de materiais feitos para as obras, sejam sempre conferidos, no sentido de serem estritamente necessários para a execução, não permitindo assim perdas desnecessárias que quase sempre afetam consideravelmente as despesas das obras.

A fase de controle se realiza durante a execução da obra, pois está diretamente ligada a qualidade do planejamento elaborado e a qualidade do acompanhamento físico-financeiro da obra, propiciando um controle de boa qualidade e permitindo que se elabore um planejamento de curto prazo durante os serviços em andamento, nos casos de correções. Os resultados são obtidos através de comparação do planejamento com as informações obtidas do controle durante e após a execução da obra. A sistematização do processo de orçamento vem de encontro à necessidade de uma avaliação detalhada dos custos pelo interessado (GOLDMAN, 1997).

O planejamento, programação e controle afetam diretamente do inicio ao fim na execução da obra.


Referência:

http://www.gerenciaobras.com.br/gerencie-sua-obra


Entre-em-contato

Comments (3)

  1. set 27, 2015 at 10:00 pm

    Gostei da explicação ,pois estou cursando técnico em edificações obrigado pela atenção

  2. Shalaco Luis Mauricio
    jul 26, 2016 at 1:22 pm

    Obrigado sobre o “Você sabe fazer o Planeamento da sua Obra? – Parte 1”
    Sou medidor Orçamentista e formador medições e Orçamentos.
    Gostaria que o Engº Carlos que preparasse um tema: sobre preparar um orçamentos- envolvendo custos estaleiro , diretos e indireto para uma empresa de Construção Civil.
    Foi um prazer conhecer o seu site…
    Agradeceria contar com a sua ajuda devido a sua vasta experiencia na área de engenheira civil.
    Vivo em Angola…

    • jul 26, 2016 at 2:00 pm

      Luiz, que bom que está gostando do site.
      Vou preparar um material sobre o assunto e vou postar no site, como já tenho uma programação, ainda não quando irei postar esse conteúdo.
      Mas fique de olhos em nossos artigos.
      Eng Carlos.

Comente

Your email address will not be published.

Eng Carlos
Olá! Peça seu orçamento ONLINE, ou fale conosco para tirar suas dúvidas!